Bem-vindo ao sítio da Embaixada de Portugal junto da Santa Sé

IMG 0932

 

Aqui poderá encontrar as principais notícias relacionadas com esta representação diplomática.

Esperamos que as informações aqui tratadas lhe sejam úteis e colocamo-nos à sua disposição para qualquer esclarecimento.

Poderá ler a mensagem de boas-vinda do Embaixador aqui.

 

 

75 anos das Nações Unidas

Credenziali-ambasciatore-Portogallo-2.jpg

 

A Organização das Nações Unidas celebra a 24 de outubro o seu 75º aniversário. Ao longo destes anos testemunhamos muitas transformações. A edificação de um lugar central, universal, de diálogo e entreajuda para a realização e garante da paz e reconciliação, de auxílio humanitário e ao desenvolvimento, de cura do ambiente, de luta contra a discriminação, a pobreza, a exclusão, de auxílio às emergências sanitárias e sociais, de consagração jurídica internacional de direitos, liberdades e garantias, constitui um acervo insubstituível a crédito das Nações Unidas e das suas agências.

Hoje, confrontados com a pandemia e com derivas inquietantes de fundamentalismo e de populismo, que revivem velhas reações nacionalistas, xenófobas, racistas e egoístas, que ameaçam a paz e o diálogo construtivo entre os povos e atentam contra a democracia, o desenvolvimento e o respeito da dignidade da pessoa, celebrar os 75 anos das Nações Unidas é afirmar com convicção a opção inadiável pelas abordagens multilaterais para a resolução dos problemas e conflitos mundiais.

O Papa Francisco tem vindo a sublinhar a necessidade da urgente defesa do multilateralismo para a construção da paz e da resolução dos problemas com que a Humanidade se confronta, de que a pandemia do Covid 19 e as alterações climáticas não são certamente os menores deles. O encontro que manteve em Roma com o secretário geral António Guterres em dezembro de 2019 e a mensagem-video que Francisco enviou no mês passado à Assembleia Geral das NU sublinharam esta preocupação pontifícia pelo papel da organização e o apelo aos países para nela se empenharem com maior sinceridade e consequência. Neste mesmo sentido o Papa Francisco tem repetido o alerta “sózinhos não conseguiremos sair da crise!”.

Portugal é membro da ONU desde 1955. Depois de uma primeira fase em que o regime ditatorial não quis entender para onde seguiam os novos caminhos da História, desde que se instaurou o regime democrático em 1974 assistimos ao nosso empenho indefetível na valorização das Nações Unidas como fonte de legitimidade internacional. O processo de independência de Timor-leste foi disso exemplo. Nunca desistimos de lutar pelos direitos do povo timorense usando a tribuna e o envolvimento das Nações Unidas para ajudar a alcançar a justiça e a liberdade pata aquela nação irmã; esse grande sucesso partilhamos também com a Organização que agora comemora os 75 anos.

Por tudo isto desejo longa vida à ONU, ciente de que precisa de reformas, mas certo de que sem ela o mundo seria bem mais perigoso e instável.

Roma/ Vaticano, 24 de outubro de 2020

António Almeida Lima

Embaixador de Portugal junto da Santa Sé e da Soberana e Militar Ordem de Malta

Mais notíciasNotícias

No passado domingo, 22 de novembro, dia de Cristo Rei, teve lugar na Basílica de São Pedro uma celebração eucarística presidida pelo Papa Francisco e concelebrada, entre outros, pelo cardeal patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente e pelo cardeal D. José Tolentino de Mendonça, Arquivista Bibliotecário da Santa Igreja Romana e que contou com a participação de uma delegação de jovens e de membros do clero português vindos expressamente a Roma para o efeito. O Ministro da Educação, Prof. Tiago Brandão Rodrigues, que tem também a tutela governamental dos assuntos relacionados com a juventude, assistiu em representação do governo português.  

JMJ SS

No final da missa uma representação de jovens do Panamá entregou à delegação portuguesa os símbolos das Jornadas Mundiais da Juventude, a Cruz e o Ícone Maria Salus Populi Romani, realizando assim o gesto significativo da passagem das responsabilidades na preparação e organização das próximas Jornadas em Lisboa, em 2023. Recorda-se que as últimas JMJ decorreram no Panamá em janeiro de 2019.

No final da celebração na basílica de São Pedro, em que estiveram também presentes os embaixadores de Angola, Brasil, Timor-leste e vários outros países sul-americanos, convidados pelas delegações portuguesas e panamiana,  o ministro da Educação sublinhou aos órgãos de comunicação social presentes a importância da escolha de Lisboa para a realização das próximas JMJ, que considerou uma grande iniciativa ecuménica que vem também sublinhar a ponte estratégica transatlântica, essencial para Portugal, com África e com a América, para além dos laços fortes que mantemos com a Ásia.

As JMJ foram criadas há 35 anos por iniciativa do Papa João Paulo II, mobilizando jovens de todos o mundo para iniciativas evangélicas e comunitárias. Têm celebrações diocesanas anuais, que até ao ano passado aconteciam no Domingo de Ramos e a partir deste ano passaram a coincidir com o Domingo de Cristo Rei ( último domingo antes do início do Advento) e realizam cada três anos um mega-encontro/peregrinação mundial, alternadamente numa cidade escolhida num dos vários continentes, no que tem sido considerado o maior evento global de juventude.  

A celebração foi precedida por um encontro em rede digital que durou quatro dias e reuniu 250 delegados de todo o mundo, onde foi antecipada a programação prevista para 2021, apresentado o Comité organizador e divulgada a Oração oficial da edição de Lisboa. Ana Catarina André, diretora de Comunicação da JMJ de Lisboa, destacou a importância da entrega dos símbolos aos jovens de Portugal e anunciou que “Os símbolos chegarão a Lisboa nos próximos dias e ficarão expostos até que seja possível circular, como estava previsto antes da pandemia.

JMJ Vaticano

O IMT --Instituto da Mobilidade e dos Transportes desenvolveu um folheto informativo sobre a troca títulos de condução estrangeiros, com o objetivo de melhorar a informação disponibilizada nesta matéria.

A Informação foi já publicada nos Alertas do Portal das Comunidades, onde poderá ser descarregado o folheto (undefinedçao-estrangeira-quando-deve-trocar).

Informação adicional encontra-se ainda disponível em site criado para o efeito (www.imtonline.pt).

Prémio Economia e Sociedade- Fundazione Centesimus Annus Pro Pontifice

Os pedidos de bolsas de estudo podem ser requeridos até 31 de dezembro de 2020, conforme a informação anexa. Esclarecimentos adicionais encontram-se divulgados na página digital da Fundação Centesimus Annus

http://www.centesimusannus.org/attivita/premio-internazionale-economia-e-societa/

As duas bolsas de estudo são reservadas a investigadores com idade não superior a 35 anos que pretendam realizar um projeto de especialização ou investigação inspirado nos princípios da Doutrina Social da Igreja com referência específica aos temas da economia, inclusão e sustentabilidade nas universidades ou escolas de formação/especialização no ano académico de 2021/2022.

Contactos

Villa Lusa, Via S.Valentino, 9
00197 Roma
Italia

+39 06 809 15 81
santase@mne.pt

Mais informação

Ligações úteis

 PATRIARCA

topo

logo letrasMaiores 300x100 1

ipsar

Logotipo Portal das Comunidades Portuguesas

Logotipo Carreiras Internacionais

Logotipo Turismo de Portugal

Logotipo AICEP - Portugal Global

Logotipo Portugal Economy Probe

Logotipo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua

Logotipo Instituto Diplomático

7

 a

 b

c

d

e

f

g

h

i